Acontece

Últimos acontecimentos mundiais comentados e contextualizados.

Sistema imunológico

28/04/2020
Quatro pilares ajudam a fortalecer o organismo.

A pandemia do coronavírus trouxe um alerta para muitas pessoas que nunca haviam se preocupado com a saúde. Agora, grande parte da população vem tentando correr atrás do prejuízo e reforçar a sua imunidade, que nada mais é do que a resistência natural ou adquirida de um organismo vivo a um agente infeccioso ou tóxico. Em outras palavras, é a forma que o organismo encontra de nos defender contra agentes estranhos ao corpo.

O sistema imunológico, que tem a função de destruir os agentes patogênicos e de agir como responsável pelas defesas naturais do nosso organismo, virou o centro das atenções em tempos de covid-19, principalmente porque ainda não existem medicamentos ou vacinas para nos proteger contra a doença. Inicialmente, uma vez infectado, o corpo depende exclusivamente da capacidade de resposta imunológica à doença, o que varia de indivíduo para indivíduo.

Desta forma, ter um sistema imunológico forte não significa estar livre de contrair o vírus, contudo acaba sendo vital para ajudar no combate à infecção e na recuperação do paciente.

Segundo especialistas, quatro pilares ajudam a manter a boa imunidade: fazer uma alimentação balanceada, dormir bem, praticar exercícios físicos e reduzir o estresse, sendo este último um dos mais difíceis de se atingir neste período de isolamento.

Estresse e isolamento

É muito provável que grande parte da população mundial nunca tenha passado por um isolamento ou quarentena antes e, por isso, neste período de distanciamento social, é normal que as pessoas se sintam irritadas, frustradas, preocupadas e até com medo. Para a maioria, é uma rotina totalmente nova e que requer uma ampla mudança em seu modo de vida.

Além disso, notícias preocupantes como o aumento nos números de casos da doença, problemas na economia, desemprego, solidão são obstáculos reais na vida de muita gente. Obstáculos esses que, com o passar dos dias, tornam ainda mais difícil o controle do estresse.

Mas segundo especialistas,reduzir o estresse é imprescindível para melhorar a imunidade. Níveis elevados de estresse aumentam o cortisol, um hormônio que, quando produzido de forma exagerada, atua como um imunossupressor, derrubando a imunidade.

Controlar apenas o estresse é o bastante?

Não, a alimentação é outro ponto fundamental. Comer bem, o que inclui verduras, legumes e frutas, melhora os níveis de energia e ajuda no controle da imunidade. É preciso lembrar que comer bem não é comer muito; o que importa são os nutrientes. Neste momento, optar por uma alimentação natural, nutritiva e sem aditivos é a melhor forma de melhorar a imunidade.

O sono também é um grande aliado, já que é durante esse período que o nosso corpo se refaz de todo o desgaste físico e mental que o organismo sofreu durante a rotina. É neste momento também que ele passa a desempenhar tarefas indispensáveis para o seu bom funcionamento. Segundo pesquisas, dormir menos de cinco horas por dia eleva o risco de doenças como infarto e derrame, além de aumentar em quatro vezes a chance de desenvolver infecções respiratórias, como gripes e resfriados.

A prática de exercícios físicos também é essencial e contribui significativamente para manter a saúde em dia.

Fique longe da desinformação

Em todas as ocasiões existem aqueles que prestam um desserviço à sociedade quando compartilham ou publicam notícias falsas, por isso  precisamos atentar para o combate à desinformação.

Especialistas afirmam que, atualmente, um dos principais mitos compartilhados é a possibilidade de elevarmos a nossa imunidade. Em entrevista ao portal R7, Alberto Chebabbo, infectologista e vice-presidente da Sociedade Brasileira de Infectologia, afirmou que não existe “imunidade alta”.

Existem imunidade normal e imunidade baixa, por algum problema que a pessoa tenha, como doenças ou uso de medicamentos imunossupressores (que reduzem a atividade ou eficiência do sistema imunológico, usados, por exemplo, quando o paciente recebe um órgão transplantado). Imunidade alta não existe, não há como elevar a imunidade, garante o infectologista.

Imunidade em dia

Como vimos, dormir pouco, alimentar-se mal, sofrer estresse ou deixar de praticar exercícios afeta o funcionamento de nosso sistema imunológico de diferentes maneiras.

Por isso, aproveite esse período para melhorar sua saúde. Coma melhor, durma mais, procure fazer atividades físicas (usando objetos caseiros) e, não se esqueça de se distrair com coisas que lhe tragam um pouco de tranquilidade. Essas práticas simples afastam o estresse e ajudam o organismo a trabalhar corretamente.