Questão do Dia

Questões de exames anteriores com respostas e comentários formulados por professores. Confira o calendário!

Disciplina: Literatura

Data: 30/3/2020

UFRGS

Considere as seguintes afirmações sobre o romance Memórias Póstumas de Brás Cubas, de Machado de Assis.

I - Quando filiado a uma ordem religiosa, Brás contrariou sua  natureza  interesseira  e  sentiu.se  verdadeiramente  recompensado ao diminuir a desgraça alheia.

II - Baseado na constatação de que, ao olhar para o próprio nariz, o indivíduo deixa de invejar o que é dos outros, Brás teoriza sobre a utilidade da ponta do nariz para o equilíbrio das sociedades.

III - A teoria do Humanitismo de Quincas Borba foi fundamentada no episódio da borboleta negra, que morreu nas mãos do protagonista por não ser azul e bela.

Quais estão corretas?

(A) Apenas I.
(B) Apenas II.
(C) Apenas I e II.
(D) Apenas I e III.
(E) I, II e III.  

Resposta: B

A questão está centrada em duas ambiguidades que podem ser questionadas por um leitor atento, visto que sobre o momento em que Brás está ligado, por intermédio de Cotrim, a uma ordem terceira, no CAPÍTULO CLVII / FASE BRILHANTE ele diz: exerci ali alguns cargos, foi essa a fase mais brilhante da minha vida. Não obstante, calo-me, não digo nada, não conto os meus serviços, o que fiz aos pobres e aos enfermos, nem as recompensas que recebi, nada, não digo absolutamente nada. Não deixando claro se isso é uma ironia ou não. Sobre a digressão do nariz, no CAPÍTULO XLIX / A PONTA DO NARIZ, não se afirma que o indivíduo deixa de invejar o outro por ter olhado a ponta do nariz, sendo essa conclusão apenas uma possibilidade, já que ao fazer esse exercício o indivíduo se torna o centro do seu universo e, portanto, não invejaria ninguém. Por fim, a teoria do humanitismo não surge da cena da borboleta negra, pois esta tem a ver com Brás na Tijuca, na casa de Dona Eusébia, a mãe de Eugênia, a flor da moita.

Questões Anteriores